10.30.2006

ave negra. sou uma ave negra. sou um corpo esvaído de sangue. embalsamado. não mais serei fecundada. não mais farei brotar vida. a vida mete-me em jaulas. a vida alucina-me. espreito entre barras. cu-cu-cu-cu. e não vejo nada, ninguém me responde. bréu. bréééééééu.bréééééééééééééééééééu.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Alguém te responderá SEMPRE. basta tu quereres. Nunca li post teu mais desolado. Tu sabes. Basta...

8:52 da tarde  
Blogger -pirata-vermelho- said...

Tu?!... Nunca serias negra; não és capaz!

12:06 da manhã  
Blogger Claudia Sousa said...

A solidão não combina contigo,muito menos nesteblog, onde todos nós tanto te apreciamos.

Em breve irei a Aveiro, para tomar um café com ovos moles...não queres combinar qualquer coisa.

Um beijo lillyrose para ti!

CSd

11:51 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home